? ºC Tangará da Serra - MT

Agronegócio

25/09/2017 14:29 Diário Da Serra

Palestra sobre cultura de arroz e feijão atrai produtores rurais

A cidade de Tangará da Serra recebeu na noite da última sexta-feira, 22, o ciclo de palestra “Arroz e Feijão em Rotação de Culturas”, organizado pelo Sindicato das Indústrias de Arroz no Estado de Mato Grosso (Sindarroz-MT) e Agro Norte Pesquisa e Sementes.


O evento gratuito foi realizado no Restaurante La Carreta e reuniu diversos agricultores, estudantes e empresários interessados no cultivo de arroz e feijão. O palestrante da noite foi o engenheiro agrônomo e diretor da empresa Agro Norte, Ângelo Maronezzi. De acordo com Vander Masson, um dos responsáveis por trazer a palestra para Tangará da Serra, o evento visou expor informações importantes sobre as culturas.


“O principal objetivo é fomentar a cultura de arroz e feijão aqui no nosso município e nos municípios vizinhos. Trouxemos a empresa de pesquisa Agro Norte que é importante para o segmento, principalmente do arroz e do feijão aqui no estado de Mato Grosso, e tem tido resultados satisfatórios para a cadeia produtiva do arroz e do feijão”, afirmou, ao destacar que boa parte dos industriários da região são filiados ao Sindarroz de Mato Grosso.
Embora não seja o grande campeão de plantio, o arroz vem conquistando gradativamente o seu espaço no mercado da região.


“Na nossa cidade, o arroz tem sido pouco plantado. O produtor tem optado mais pela soja. Aos poucos, as pessoas estão olhando com um carinho a mais para a cultura do arroz, porque está se tornando mais produtiva, tem variedades, com qualidade de panela melhor. Então, tudo isso tem atraído o olhar e a atenção dos produtores”, complementou.


Por fim, a palestra foi apontada por Vander como uma forma de oferecer informação acerca da cultura dos grãos.
“Tanto o arroz quanto o feijão são alternativas interessantes para o produtor de Tangará, de nossa região e de nosso estado como um todo. É importante que se busque essas informações porque são alternativas viáveis. O produtor lá atrás tinha aquele pensamento de que o arroz não era uma cultura boa, mas tem se mudado esse pensamento no decorrer dos anos e os produtores estão se conscientizando que o arroz está sendo algo interessante”, finalizou.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo