? ºC Tangará da Serra - MT

Agronegócio

16/08/2018 10:19 Diário de Cuiabá

MT terá 81 milhões de toneladas de grãos em 10 anos

Soja e milho deverão somar 81,85 milhões de toneladas na safra 2027/28, em Mato Grosso. O Estado que lidera a produção nacional de grãos e algodão, deverá seguir ampliando a produção nos próximos dez anos. O milho é a cultura com maior potencial de crescimento no Estado e deverá atingir na próxima década um avanço de 45% em relação ao atual ciclo, se confirmando ainda a maior expansão o cereal no país. 

A soja mato-grossense passaria de 31,88 milhões de toneladas na safra 2017/18 para 43 milhões em 2027/28, incremento de 35%. O milho, todo cultivado em segunda safra, passa de 26,70 milhões t (projeção para atual safra, ainda em colheita pelo Estado) para mais de 38,85 milhões t, alta de 45,5%, sendo a maior projeção à cultura no país. Esses dados fazem parte do estudo Projeções do Agronegócio, Brasil 2017/18 a 2027/28 da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (SIRE/Embrapa), divulgado na última segunda-feira. 

A expansão no Estado, bem como a apontada para a produção nacional, se baseia no ganho de produtividade por hectare plantado e não apenas no aumento da área plantada. Em Mato Grosso, por exemplo, enquanto o de milho deverá crescer em mais de 45%, a superfície deverá apresentar alta de 36,9%, passando de 4,49 milhões de hectares para 6,15 milhões. Na soja a projeção é de um avanço de 33,1%, passando de 9,51 milhões de hectares para 12,66 milhões. 

Conforme a pesquisa, o Centro-Oeste dispara no ranking das regiões de maior aumento na produção de grãos, saindo de 103 milhões t para 139 milhões t (+ 36 milhões t ou 34,8%). É prevista também expansão da produção de grãos em direção ao Norte do país, com crescimento de 34% em relação a 2018. Destacam-se nessa expansão os estados de Rondônia, Tocantins e Pará. Os estados do Sul terão incremento de 24,8% (+19 milhões t), alcançando 94 milhões t de grãos. 

Quanto à área plantada de grãos, os estados do Centro-Oeste terão incremento de 28,2%, do Norte, 23% e do Sul, 7,5%. 

BRASIL - Nos próximos dez anos o Brasil vai produzir 69 milhões de toneladas a mais de grãos, saltando de 232 milhões de toneladas para de 302 milhões t em 2027/2028, puxadas principalmente pela soja (156 milhões t) e o milho (113 milhões t), com incremento estimado em 30%. 

As carnes (bovina, suína e de frango) devem passar de 27 milhões t para 34 milhões t, em alta de 27% (+7 milhões t) no mesmo período. 

A produtividade é apontada como responsável pelo aumento da produção de grãos, o que pode ser constatado pelo aumento da projeção da área de plantio, no mesmo período, de apenas 14,5%. A pecuária que também vem introduzindo novas tecnologias contribuído para o desempenho e melhoria da produção. 

DETALHES - As projeções mostram que o Rio Grande do Sul deve continuar liderando a produção e expansão do arroz no Brasil nos próximos anos. A produção do Estado representa em 2017/18, 69,0% da produção nacional, deve aumentar a produção nos próximos anos em 26,0% e a área em 6,8%. Como se sabe a produção de arroz nesse estado é irrigada e o estado tem uma longa tradição com esse sistema de cultivo. Outros estados que também se destacam na produção de arroz são Santa Catarina, Mato Grosso e Tocantins. 

A produção de cana-de-açúcar deve apresentar expansão em todos os estados considerados. Mas a maior expansão deve ocorrer em Goiás (37,8%), Mato Grosso (27,1%), Paraná (27,5%), Minas Gerais (26,5%), e São Paulo (23,5%). Como se observa, em São Paulo, principal produtor, a expansão também deve ocorrer, mas é mais modesta. Nesse estado, a cana deve expandir-se através da redução de área de outras lavouras, e também em áreas de pastagens. A produtividade média prevista para a cana-de-açúcar (para açúcar e álcool) no Brasil ao final do período das projeções é de 75,3 toneladas 

por hectare. A média de 2017/18 é de 72,5 toneladas por hectare. A produtividade prevista é considerada baixa por técnicos consultados que também analisaram estas projeções. Mas é possível que a expansão do produto em outros estados emergentes, levem a rendimentos iniciais mais baixos devido aos padrões de terra e tecnologia. 

A expansão da produção de milho nos próximos anos deve ocorrer principalmente no Mato Grosso (45,5%), Tocantins (41,8%), Goiás (28,3%) e Mato Grosso do Sul (37,0%). As informações disponíveis indicam que esse aumento de produção deve ocorrer principalmente através do milho de segunda safra que tem obtido resultados surpreendentes. 

A soja deve apresentar expansão da produção e área em todos os estados analisados neste relatório. Destacam-se como líderes de expansão da produção Pará, 85,3%, Rondônia, 72,6%, Goiás, 34,4%, Tocantins, 34,8%, Mato Grosso do Sul, 33,8% e Mato grosso, 35,0%. 

O Paraná deve continuar liderando a produção de trigo no país. As projeções mostram que em relação à safra 2017/18, no final do período das projeções deverá haver aumento de 38,9% no Paraná, e de 15,0% no Rio Grande do Sul. Este ano de 2018 o Brasil deve colher uma safra estimada pela CONAB (2018) no levantamento de Junho/18 de 4,9 milhões de toneladas, 15,0% maior do que a obtida no ano anterior. 

A região formada pelos estados de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, conhecida como MATOPIBA, tem uma dinâmica diferenciada de crescimento. Por esta razão o interesse em apresentar os resultados das principais projeções. Seu crescimento tem sido extraordinário. Os quatro estados devem atingir uma produção de grãos de 25,4 milhões de toneladas nos próximos 10 anos numa área plantada de, 8,8 milhões de hectares em 2027/28. 


Redes Sociais

Titulo fixo

Jornal Tangará Online

Avenida Historiador RUBENS DE MENDONÇA EDF - OFFICE TOWER -SALAS 1001 E 1002 Cuiabá MT
Fone (65) 3052-6030
E-mail: redacao@tangaraonline.com.br

EMC-Empresa Milas de Comunicação 
CNPJ 10.935.231/0001-40
e-mail :maykommilas@gmail.com

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo