? ºC Tangará da Serra - MT

Cidades

05/12/2017 11:29 Folha Max

Banco indenizará cliente por apreensão de carro em MT

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) manteve o entendimento da primeira instância ao condenar a BV Financeira S.A. ao pagamento de R$ 20 mil a título de danos morais, após a financeira ter apreendido o carro de um cliente não devedor. O erro, reconhecido pela empresa, aconteceu depois de uma busca e apreensão na casa de um comprador que estava em dias com o financiamento. O caso aconteceu na capital mato-grossense, em 2016.

Conforme entendimento do desembargador e relator do caso, Rubens de Oliveira Santos Filho, a apreensão indevida de veículo configura ato ilícito e gera o dever de indenizar por danos morais. “Mantém-se o valor do ressarcimento se fixado com razoabilidade, proporcionalidade e consoante o grau de culpa do ofensor, a extensão dos danos e a capacidade econômica das partes”, disse o magistrado em sua decisão.

O autor da ação contra a financiadora, Alessandro Campo, ajuizou a demanda alegando que em no dia 2 de março de 2016 a financiadora apreendeu indevidamente o seu veículo Renault Clio. O carro do cliente apreendido também era financiado, todavia estava em dia.

O desembargador explicou que a financiadora devolveu o carro ao cliente somente após este ingressar com ação judicial. “E ainda que se tratasse de mero engano (por ela admitido), é consequência de conduta sua pouco diligente e até mesmo negligente em não conferir os dados do verdadeiro devedor. A constrição indevida inquestionavelmente atingiu a esfera de direitos extrapatrimoniais do apelado, diante da evidente situação vexatória e humilhante a que foi exposto, além de lhe ter privado do uso de seu próprio automóvel por prazo considerável”, disse.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo