? ºC Tangará da Serra - MT

Cultura

21/08/2017 08:26 FOLHA MAX

Orquestra de MT realiza concerto aberto em Jaciara

A Orquestra de Mato Grosso tem a honra de receber o grande cavaquinista Henrique Cazes, com participação especial de Raoni Ricci, Zied Coutinho e do grupo Choros & Serestas para uma inesquecível incursão pelo universo do choro e do samba, destacando obras de Ernani Aguiar, Henrique Cazes, Noel Rosa e Baden Powell. À abertura dos concertos de agosto está reservada ainda a Sinfonia de Câmara de Shostakovich, lembrando os 100 anos da Revolução Russa.

Sob regência do maestro Leandro Carvalho, a Orquestra de Mato Grosso chega a cidade de Jaciara, sexta-feira, dia 25, em concerto aberto na Praça do Centro de Eventos, a partir das 20h. No sábado e domingo (26 e 27) é a vez do público ir ao Cine Teatro Cuiabá prestigiar os Concertos Oficiais, suas homenagens e convidados especiais.

Cazes e o cavaquinho brasileiro 

Não é exagero dizer que Henrique Cazes é um dos mais brilhantes e influentes instrumentistas de sua geração. Compositor e arranjador, o cavaquinista realizou importante trabalho na Camerata Carioca, estudando arranjos no convívio de Radamés Gnattali, preparando-se para seguir o caminho que o levaria a escrever livros, elaborar métodos e se tornar professor de uma moderna escola de cavaquinho.

A propósito, Cazes é o professor do primeiro Curso de Bacharel em Cavaquinho do Brasil (UFRJ) desde sua fundação, em 2011. Referência no instrumento de origem portuguesa, Henrique Cazes é personagem importante na valorização do cavaquinho, cuja trajetória se confunde com a da música popular urbana no Brasil. "Para a música, um grande momento com novas perspectivas no desenvolvimento da técnica e do repertório, para músicos, uma oportunidade preciosa para as novas gerações", ressalta o maestro Leandro Carvalho. 

O legado de Cazes tem forte característica na composição de arranjos camerísticos para a música popular. Suas pesquisas o levaram a criar soluções técnicas para o aperfeiçoamento sonoro do instrumento, pensado para destacar o cavaquinho em grupos orquestrais. Com a Orquestra do Estado de Mato Grosso, Henrique Cazes exibe “Concertino para Cavaquinho e Cordas”, peça em três movimentos, composta por Ernani Aguiar para marcar a abertura do primeiro curso superior de cavaquinho no Brasil.

Homenagens 

Além de Henrique Cazes, a OEMT recebe também o grupo Choros & Serestas para homenagear o centenário de nascimento de uma das mais importantes musas do rádio no Brasil, a cantora Dalva de Oliveira (1917-1972). E ainda, os 80 anos de falecimento do Noel Rosa (1910-1937), apresentando os sucessos “Feitio de Oração” e “As Pastorinhas”. Para as homenagens, sobem ao palco os cantores Zied Coutinho e Raoni Ricci e os violonistas Marinho Sete Cordas e Fernando, representando o grupo Choros & Serestas.

Baden Powell e Leandro Carvalho 

No mês em que Baden Powell completaria 80 anos, a Orquestra de Mato Grosso celebra o gênio do violão que, certa vez, dividiu com Leandro Carvalho, palco e estúdio, num dos momentos mais memoráveis na carreira do maestro. Leandro esteve ao lado de Baden Powell em um de seus últimos trabalhos. Aproximados pelo lendário produtor Fernando Faro (Programa Ensaio da TV Cultura), Baden Powell e Leandro Carvalho iniciaram em 1999, uma parceria inesperada, graças às pesquisas e discos que Leandro gravara com a obra de João Pernambuco.

O que era para ser uma participação acabou virando uma parceria. À época, o jovem violonista Leandro Carvalho acabou por gravar o disco todo ao lado do mestre Baden Powell. No ano seguinte, Baden Powell viria a falecer, deixando um imensurável legado para a música brasileira.

Shostakovich e a Sinfonia de Câmara

Em 2017 a Revolução Russa, um dos mais importantes eventos da história contemporânea, completa 100 anos. Assim, a Orquestra de Mato Grosso reserva para a abertura dos concertos de agosto a Sinfonia de Câmara Op.110a, orquestração do Quarteto N°8, do compositor russo Dmitri Shostakovich, adaptada por seu amigo Rudolf Barshai.

A versão para orquestra de cordas escrita por Barshai, com aprovação e sob direção do próprio Shostakovich, garante a legitimidade artística da composição. A obra é dividida em cinco movimentos que são realizados sem interrupção.

A Temporada 2017 da Orquestra do Estado de Mato Grosso é uma realização do Governo de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura e conta com patrocínios do Grupo Petrópolis, Agro Amazônia e Ihara. Apoio cultural, Amazon Plaza Hotel, Rühling Consultoria e Fisk Inglês e Espanhol.  


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo