? ºC Tangará da Serra - MT

Curiosidades

08/02/2019 11:50 OLHAR DIRETO

Energisa é condenada a pagar indenização de R$ 450 mil a esposa e filhas de agricultor morto

Justiça determina que a Energisa pague uma indenização de R$ 450 mil por danos morais à esposa e às filhas de Juscinei Antônio Pulqueiro que faleceu em 2015 ao passar por uma cerca. A empresa ainda é condenada ao pagamento de uma pensão mensal no valor equivalente a 50% de dois terços de um salário mínimo às filhas até completarem 18 anos de idade. A sentença foi definida nesta segunda (04) e divulgada ontem (06).

O fato aconteceu em Nossa Senhora do Livramento, em novembro de 2015, por volta das 19h, quando o agricultor Juscinei foi passar por uma cerca que divide o sítio que reside, sofrendo uma descarga elétrica. Juscinei foi encontrado somente no dia seguinte pelos seus vizinhos próximo da cerca. Os vizinhos, inclusive, perceberam que por volta de 100m² havia um fio de alta tensão despedaçado, caído de um poste encostado na cerca, causando sua eletrificação. 


Durante o processo judicial, a Energisa contestou sua responsabilidade, visto que no dia do acidente ocorreu um forte temporal no município, resultando no rompimento do cabo que caiu por cima. Foi contestado também que a cerca não havia sido construída conforme as Normas Técnicas NTE 28 que exigem o “aterramento de cercas transversais à rede de distribuição” e seccionamento a cada 250m². Caso as normas fossem seguidas, a energia proveniente do cabo seria imediatamente aterrada ou não ultrapassaria da distância de 250m², o que evitaria o acidente.


Apesar da constatação, essa mesma norma assegura que compete à concessionária zelar pelos seus cumprimentos. Segundo testemunha, a cerca foi instalada no local há mais de 50 anos, sendo anterior a rede de distribuição de energia, logo a justiça chegou a conclusão de que a Energisa deveria ter feito a promoção do aterramento e seccionamento da cerca transversal.


A perícia ainda aponta que a rede elétrica não estava não estava devidamente protegida porque o regulador de tensão da linha apresentava defeito e foi desligada pelos disjuntos da subestação. Logo, não foi possível constatar a anormalidade no fornecimento de energia e sua suspensão após a queda do poste.

 
 

Redes Sociais

Titulo fixo

Jornal Tangará Online

Avenida Historiador RUBENS DE MENDONÇA EDF - OFFICE TOWER -SALAS 1001 E 1002 Cuiabá MT
Fone (65) 3052-6030
E-mail: redacao@tangaraonline.com.br

EMC-Empresa Milas de Comunicação 
CNPJ 10.935.231/0001-40
e-mail :maykommilas@gmail.com

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo