? ºC Tangará da Serra - MT

Destaque

10/11/2017 17:12 Diário Da Serra

Contra a reforma trabalhista, Unemat paralisa e realiza protesto

Seguindo uma série de manifestações que ocorrerão simultaneamente em todo o país, professores da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), campus de Tangará da Serra, paralisam as atividades nesta sexta-feira, 10, em protesto contra a reforma trabalhista do presidente Michel Temer (PMDB) que entrará em vigor a partir deste sábado, 11. 


Em nota, a Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), presidida por Rogério Anez, informou que a decisão pela paralisação foi tomada em Assembleia Geral realizada no dia 6 de novembro. 


Uma vasta programação está prevista para ocorrer. Nesta data haverá concentração na Praça da Antiga Prefeitura de Tangará da Serra, apelidada pelo movimento de Praça da Resistência, às 7 e meia da manhã, com discurso, debate e palestra falando sobre os principais da reforma que entra em vigor neste sábado. 


À noite, a partir das 18 horas haverá, no mesmo local, um ato público com panfletagem chamando a atenção da população para o que eles chamam de retrocesso na legislação trabalhista brasileira. 


MOBILIZAÇÃO - As atividades do Dia Nacional de Mobilização acontecerão em diferentes pontos do país. Oito centrais sindicais convocam os trabalhadores para manifestações por todo o país, contra a “reforma” trabalhista do governo Temer e contra a reforma da Previdência (PEC 287), entre outros projetos que ameaçam direitos. Os protestos ocorrerão na véspera da entrada em vigor das novas regras para o mercado de trabalho (Lei 13.467). 


Em Cuiabá, o protesto acontecerá Praça da República (em frente à prefeitura de Cuiabá), a partir das 15 horas.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo