? ºC Tangará da Serra - MT

Economia

25/05/2018 15:08 G1

Sem transporte para animais, 80% das indústrias frigoríficas paralisam atividades em MT

Cerca de 80% das indústrias frigoríficas de Mato Grosso paralisaram as atividades no estado em decorrência da greve dos caminhoneiros. Mato Grosso tem 31 pontos de manifestação de caminhoneiros nesta sexta-feira (25) e vários setores são afetados desde segunda-feira (21).

Segundo o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos do Estado de Mato Grosso (Sindifrigo), por falta de transporte, não é possível retirar os bois das fazendas mato-grossenses.

Mato Grosso é detentor do maior rebanho bovino do país, com mais de 29 milhões de animais.

De acordo com o Sindifrigo, 80% dos abates foram suspensos em consequência da paralisação dos caminhoneiros em Mato Grosso.

Por dia, aproximadamente 16 mil cabeças deixarão de ser abatidas em Mato Grosso.

 
Maquinário foi levado para ponto de bloqueio em Primavera do Leste (Foto: Márcio Falcão/TVCA)

Maquinário foi levado para ponto de bloqueio em Primavera do Leste (Foto: Márcio Falcão/TVCA)

 

Em apoio aos caminhoneiros, produtores rurais levaram maquinários para os trechos bloqueados em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, na quinta-feira (24). No município, dois trechos da BR-070 foram bloqueados pela categoria.

Declararam apoio também a Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção de Mato Grosso (Acomat-MT) , o Sindicato do Comércio Varejista de Material de Construção (Sindcomac-MT), o Sindicato Rural de Sinop, a Associação dos Criadores (ACRINORTE), o Sindicato dos Proprietários de Caminhões de Transporte (Sindicam), a Federação dos Transportadores de Carga (Fenacam).

Ainda, o presidente do Sistema Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, informou que o setor produtivo rural de Mato Grosso é solidário às reivindicações dos caminhoneiros.

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo