? ºC Tangará da Serra - MT

Educação

12/01/2018 16:16 Prefeitura de Várzea Grande

ETA apresenta resultados positivos e estende projeto para mais duas unidades

As Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB´s) ‘Professor Paulo Leite’, no jardim Glória e a ‘Maria Barbosa Martins’, no distrito de Bonsucesso, são as duas novas unidades a integrar o projeto ‘Escola em Tempo Ampliado’, a partir de março desse ano. O anúncio foi feito na tarde de ontem, durante reunião de avaliação do ETA, entre a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Sílvio Fidelis e de técnicos da Pasta responsáveis pelo projeto.

Durante a reunião, a prefeita Lucimar chamou à atenção para os ganhos na qualidade de ensino e de aprendizagem dos alunos integrantes do projeto. “Fechamos 2017 com média 6 para os alunos do ETA. Enquanto a média da rede pública municipal e de 5,5, conseguimos melhorar o ensino entre os alunos do ETA, e isso, essa evolução, se deu de 2015 para cá quando da implantação do ETA no mês de outubro. Como confiamos no nosso trabalho e nas nossas metas, creio que em breve teremos médias de 7 dentro do nosso projeto”.

Dos 720 alunos que integraram o ETA, em 2017, 80% deles tiveram nota 6 na média do final do ano letivo, como pontua o secretário Sílvio Fidelis. “Graças a esse acompanhamento presencial sobre os alunos proporcionado pela ferramenta ETA, pudemos avançar tanto e em tão pouco tempo. Vamos sim ampliar a média desses alunos gradualmente, pois hoje sabemos como agir e como executar uma política diferenciada de ensino em Várzea Grande. Todos os alunos do ETA passaram de ano”, completou o secretário.

Com a inclusão de mais duas unidades escolares, o ETA passa a agregar 11 escolas, sendo duas delas escolas do campo, as antigas ‘escolas rurais’. O ano letivo de 2017 terminou com nove escolas fazendo parte do ETA, totalizando um universo de 720 alunos que passaram a ficar mais tempo dentro das escolas, participando de atividades extracurriculares e aulas de reforço.

O projeto Escola em Tempo Ampliado foi idealizado com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de educação e do rendimento escolar, oferecendo espaço de convivência para ações afirmativas que reduzam a vulnerabilidade social de crianças e adolescentes de Várzea Grande e que também reduzam a evasão escolar.

A superintendente pedagógica da secretaria de Educação, Gonçalina Rondon, conta que desde que o ETA foi implantado, em outubro de 2015, a convivência com a comunidade escolar e dentro da própria comunidade escolar aumentou e partir desse maior conhecimento acerca de deficiências, demandas e resultados, foi possível traçar um diagnóstico e assim, metas para cada unidade. “O diagnóstico que temos na verdade é para toda a rede pública municipal, mas em especial com o ETA, pudemos extrair de cada escola participante a sua própria identidade. Atualmente temos escolas que se destacam com alunos na oratória, na fanfarra, no teatro. Com a maior presença da secretaria de Educação nessas escolas os potenciais puderam ser fomentados e as identidades puderam ser criadas ou potencializadas”.

Conforme Gonçalina, na escolha das escolas que vão integrar o ETA, o contexto social de cada comunidade é respeitado. Por exemplo, nas escolas do campo, as tradições do artesanato são incentivadas, por meio de oficinas de tear, como ocorre desde o ano passado na escola Euraide de Paula, no distrito de Limpo Grande. “Para a implantação da grade de oficinas na escola Maria Barbosa Martins, em Bonsucesso, a tradição local será respeitada e fomentada, dentro da expectativa que for apontada por aquela comunidade”.

A prefeita pontuou que o ETA nasceu com o foco de ampliar o indicador do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), “mas o resultado que estamos colhendo desde 2015, com o projeto em andamento mesmo, nos mostrou avanços além da sala de aula, refletindo positivamente na convivência doméstica, especialmente com os pais. Fora isso, o ETA potencializou talentos e abriu espaço para realizações pessoais”.

Como explica o secretário de Educação, Sílvio Fidelis, os resultados são exitosos e mostram que o projeto está socializando, valorizando e incentivando a permanência dos alunos na escola e melhorando o desempenho em sala de aula. “Saímos de um projeto piloto em outubro de 2015 para iniciarmos o ano letivo de 2018 com 11 escolas inseridas no Escola em Tempo Ampliado e mais que isso, com resultados concretos, tanto em sala de aula como entre as famílias de cada um dos alunos. Nossa intenção é ampliar o projeto para envolver cada vez mais alunos e inserir mais escolas até atingirmos 100% das nossas unidades municipais”.

O ETA - Por meio do Escola em Tempo Ampliado, os estudantes que integram o projeto, geralmente a partir do 6º ano,  passam o dia na escola. Pela manhã seguem a grade curricular normal de acordo com a série que frequentam, e à tarde têm ocupação e atividades na escola, aprimorando seu próprio aprendizado. Eles aprendem informática, destravam emoções e timidez por meio da dança, da música e do teatro, exercitam corpo e a mente nas aulas de educação física ou aprendendo a cuidar de uma horta e recebendo reforço nas oficinas de raciocínio lógico e letramento.

O ano letivo de 2018 contará com 11 escolas inseridas no projeto: ‘Gonçalo Domingos de Campos – Caic’, ‘Senhora Dirce Leite de Campos’, ‘Abdala José de Almeida’, ‘Faustino Antônio da Silva’, ‘Lúcia Leite Rodrigues’, ‘Tenente Abílio da Silva Morais’, ‘Lenine de Campos Póvoas’, ‘José Estejo de Campos’, ‘Euraide de Paula’, ‘Professor Paulo Freire’ e ‘Maria Barbosa Martins’.


Redes Sociais

Titulo fixo

Jornal Tangará Online

Avenida Historiador RUBENS DE MENDONÇA EDF - OFFICE TOWER -SALAS 1001 E 1002 Cuiabá MT
Fone (65) 3052-6030
E-mail: redacao@tangaraonline.com.br

EMC-Empresa Milas de Comunicação 
CNPJ 10.935.231/0001-40
e-mail :maykommilas@gmail.com

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo