? ºC Tangará da Serra - MT

Esporte

27/11/2017 17:40 GLOBO Esporte

Zaqueiro Rodrigo não entende o conceito de futebol profissional

Lamentáveis as cenas que motivaram a expulsão do zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, em um momento em que o clube campineiro vencia uma partida decisiva, em sua busca pela permanência na elite do futebol brasileiro.

Como se viu, atuando com um jogador a menos, a Macaca experimentou a virada e teve carimbada a sua ida para a Série B! Isto tudo, a partir de um lance inaceitável, covarde e leviano, protagonizado por um atleta que se notabilizou em “jogadas sem bola”.

Sinceramente, não consigo entender o que se passa na cabeça do zagueiro Rodrigo. Antes do lastimável evento de ontem, o jogador em questão já havia se envolvido em confusões com diversos atacantes adversários, tais quais Guerrero e Fred, as quais tiveram os mesmos ingredientes: agressões camufladas e sem bola.

A impressão que se tem, não só em relação ao jogo de ontem, mas a partir de uma análise do “conjunto da obra” de Rodrigo, que ele pratica um outro esporte, tamanhas são as jogadas sem bola e sem regra, que o atleta insiste em protagonizar.

Em relação à sua mais nova e inaceitável postura, Rodrigo demonstrou desprezo não somente ao seu adversário, um colega de profissão, mas, também aos seus colegas de elenco e, sobretudo, à tradicional Ponte Preta, sua empregadora, que lhe confiou a titularidade até então exercida.

Tão lamentável quanto o ato em si, só a desfaçatez de sua surpresa com a expulsão, a qual sequer foi tolerada pelo seu companheiro de zaga que, de forma direita, honrada e indignada, vociferou contra a irresponsabilidade de Rodrigo, legitimando a expulsão que acabara de lhe ser imposta.

Espero que o STJD comine ao atleta uma penalidade à altura de sua falta de respeito ao futebol profissional.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo