? ºC Tangará da Serra - MT

Esporte

22/06/2018 14:57 GLOBO Esporte

Abatido, Guerrero busca forças como capitão: ''Resta fechar bem o Mundial''

Os jogadores peruano deixaram o estádio de Ecaterimburgo todos em bloco. Com os olhos marejados, passaram juntos pelos jornalistas e, de modo geral, evitaram os microfones. Pareciam ainda digerir a eliminação rápida no retorno ao Mundial após 36 anos. O capitão do time, no entanto, falou.

Paolo Guerrero era um dos mais desolados ao fim da derrota contra a França. Saiu de campo amparado pelo técnico Ricardo Gareca e outros membros da comissão técnica. Visivelmente abatido após 90 minutos em campo em uma Copa, deu voz ao sentimento de sua seleção. Apontou tristeza, mas ressaltou luta.

– O time lutou até o final. Nada que reclamar dos companheiros, lutaram dentro do campo. Triste porque esperávamos mais. Mas assim é o futebol. Nós demonstramos que jogamos futebol, fizemos jogadas elaboradas. Infelizmente não concluímos. É seguir trabalhando. Corrigir erros, falta ainda um jogo. Nos prepararmos para a Austrália. O único que resta é fechar bem o Mundial – disse Paolo Guerrero, antes de deixar Ecaterimburgo.

As lágrimas de Guerrero e seus companheiros não foram as únicas que caíram em Ecaterimburgo. Nas arquibancadas do estádio, a tristeza tomou conta da torcida peruana que dominava a festa. Aliás, uma onda vermelha e branca tomou conta da Rússia desde o início do Mundial. Eliminados rapidamente, farão falta para a festa.

Emocionado, o camisa 9 da seleção agradeceu ao carinho.

– Meus companheiros deixaram a alma, estou orgulhoso deles. Só palavras de agradecimento ao povo o peruano. Sempre nos apoiaram. Aqueles que fizeram esforço para estar aqui na Rússia – disse Guerrero.

Luta dentro e fora dos campos

Guerrero lutou dentro dos campos para classificar seu país ao Mundial. Lutou ainda mais fora deles. Suspenso por doping, quase ficou fora da Rússia. Teve que ir até últimas instâncias pela liberação. O assunto movimentou os bastidores da seleção nas primeiras semanas da preparação.

Após o jogo, o camisa 9 chegou a ser questionado sobre o assunto. Não quis comentar. O técnico Ricardo Gareca, no entanto, falou sobre seu capitão.

 
Guerrero Peru (Foto:  EFE/Lavandeira jr)

Guerrero Peru (Foto: EFE/Lavandeira jr)

– Sobre Paolo, estamos falando de um ídolo nacional e ele deu tudo o que pôde. Ficou oito meses parado e teve muito desgaste com tudo isso. A preparação não foi a melhor possível. Ele deu tudo que pôde e não tenho mais o que falar. Eu desejo muita sorte para ele, é um jogador espetacular – disse o treinador.

O Peru ainda cumprirá tabela na próxima rodada, diante da Austrália. O jogo será dia 26, às 11h (de Brasília), em Sochi.


Redes Sociais

Titulo fixo

Jornal Tangará Online

Avenida Historiador RUBENS DE MENDONÇA EDF - OFFICE TOWER -SALAS 1001 E 1002 Cuiabá MT
Fone (65) 3052-6030
E-mail: redacao@tangaraonline.com.br

EMC-Empresa Milas de Comunicação 
CNPJ 10.935.231/0001-40
e-mail :maykommilas@gmail.com

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo