? ºC Tangará da Serra - MT

Mundo

28/09/2017 14:56 GLOBO Esporte

Obra em estádio da Copa atrasa, preocupa Fifa, e Rússia não cumprirá promessa

A Rússia não cumprirá a promessa de ter os 12 estádios da Copa do Mundo do ano que vem prontos ainda em 2017. O problema está em Samara, cidade de pouco mais de um milhão de habitantes, localizada no sudoeste do país. As obras da Arena Samara estão muito atrasadas e não há prazo para que cheguem ao fim. A ideia do Comitê Organizado Local da Copa (COL) era concluir todas as arenas até dezembro ou no máximo até a primeira quinzena de janeiro.

Na quarta-feira, a Fifa iniciou a sua sexta visita operacional nas cidades que receberão o Mundial. Até o próximo dia 5 de outubro, oito sedes serão visitadas. São elas: Ecaterimburgo, Samara, Saransk, Nighny Novgorod, Rostov on Don, Volgogrado, Kaliningrado e Moscou (estádio Luzhniki).

Além do andamento das obras, a comitiva da entidade debate com o COL temas como logística, serviço de ingressos, transporte e segurança. Em Samara, o cenário é crítico.

- O foco principal é o estádio, mas a cidade-sede nao é só estádio. Avaliamos aeroportos, rede hoteleira, estrutura de transporte. Recebemos a atualização pela manhã do plano da cidade. E uma importante arena para nós, pois receberá seis jogos. O objetivo aqui hoje é avaliar o processo de construção e o progresso da obra. Está claro que existe atraso nesse projeto, é uma estrutura complicada, mas recebemos do governador da região e das autoridades locais de que tudo vai estar pronto, em ordem e terminando o mais cedo possível - disse o Chefe do departamento de competições e eventos da Fifa, Colin Smith.

 
Arena Samara segue em construção (Foto: Richard Souza / GloboEsporte.com)

Arena Samara segue em construção (Foto: Richard Souza0

Samara receberá quatro jogos da primeira fase, um das oitavas de final e outro das quartas. A arena terá capacidade para 44.807 torcedores. O design tem como tema o espaço, como homenagem às tradições da região e ao seu renomado setor aeroespacial.

- A parte crítica de qualquer estádio é o campo, onde no fim do dia os jogadores vão performar. Então, queremos ter a certeza de que o campo vai entrar antes do inverno. É o que estamos discutindo com os construtores para que possamos remover os suportes da cobertura da área do campo e inserirmos o gramado - frisou Smith.

O inverno europeu começará em 21 de dezembro.

Para acelerar a construção, foi preciso aumentar o número de trabalhadores. Se no geral a Fifa está satisfeita com o andamento das obras dos estádios do Mundial, em Samara a condição é preocupante.

- Eu acredito que os dois ou três próximos meses serão uma fase crítica e acompanharemos de perto - disse o membro da entidade.

 
Fifa está preocupada com o andamento das obras no estádio de Samara (Foto: Richard Souza / GloboEsporte.com)

Fifa está preocupada com o andamento das obras no estádio de Samara (Foto: Richard Souza)

Diante disso, ainda não há qualquer data para a inauguração da Arena Samara. É uma corrida contra o tempo, já que todos os estádios precisam ser testados em pelo menos três grandes eventos.

- São muitas fases para que o estádio esteja pronto. Construção, trabalhos de engenharia, pois exigimos uma quantidade significativa de eventos antes da Copa do Mundo. É importante para nós ter tempo suficiente de testar o modo de operação do estádio. As datas dessas partidas ainda não estão confirmadas, mas seremos rigorosos e elas acontecerão - comentou Colin Smith.

A Copa do Mundo da Rússia começa em 14 de junho do ano que vem. A grande decisão será no dia 15 de julho de 2018.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo