? ºC Tangará da Serra - MT

Mundo

25/10/2018 11:14 G1

Promotor público saudita diz que morte de Khashoggi foi premeditada

Um promotor público saudita afirmou que o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, em Istambul (Turquia), foi premeditado, segundo informou a TV estatal al-Ekhbariya nesta quinta-feira (25).

Um relatório divulgado pela TV estatal indica que promotores estão interrogando suspeitos de envolvimento no caso com base em informações fornecidas por uma força-tarefa conjunta turco-saudita.

Na quarta-feira (24), o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, afirmou que o assassinado do jornalista é "doloroso" e que a "justiça irá prevalecer".

Investigação

Segundo a CNN Turk, a polícia turca investiga amostras de água coletadas de um poço no consulado saudita, em Istambul. Apenas na quarta as autoridades turcas receberam permissão saudita para inspecionar o poço.

A diretora da CIA, Agência Central de Inteligência norte-americana, se reúne nesta quinta com o presidente Donald Trump para passar informações sobre o caso. Gina Haspel, diretora da CIA, recebeu informações do Serviço de Inteligência Turco sobre provas vinculadas à morte do jornalista.

Entenda o caso

Khashoggi, colunista do jornal "Washington Post" e crítico do poderoso príncipe herdeiro saudita, desapareceu em 2 de outubro, depois de entrar no consulado saudita em Istambul para obter documentos para se casar.

Após uma onda de indignação mundial, o governo saudita admitiu no sábado que Khashoggi morreu dentro do consulado após uma briga, versão que gera muito ceticismo.

O presidente turco, Tayyip Erdogan, afirmou que há fortes sinais de que o assassinato foi planejado e de que ele foi morto de uma forma selvagem.

Riad nega qualquer envolvimento do príncipe herdeiro. Depois do pronunciamento de Erdogan, a Arábia Saudita anunciou que vai responsabilizar “quem quer que seja” pelo assassinato de Khashoggi e aqueles que falharam em suas funções.

O presidente americano Donald Trump disse que o tratamento dado por Riad ao caso foi "o pior encobrimento de todos os tempos".


Redes Sociais

Titulo fixo

Jornal Tangará Online

Avenida Historiador RUBENS DE MENDONÇA EDF - OFFICE TOWER -SALAS 1001 E 1002 Cuiabá MT
Fone (65) 3052-6030
E-mail: redacao@tangaraonline.com.br

EMC-Empresa Milas de Comunicação 
CNPJ 10.935.231/0001-40
e-mail :maykommilas@gmail.com

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo