? ºC Tangará da Serra - MT

Polícia

 

As Forças Armadas voltaram nesta terça-feira (10) à favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Eles dão apoio a uma operação da Polícia Militar na região de mata da comunidade. São mil e cem homens: 550 das Forças Armadas e 550 da Polícia Militar. As tropas entraram na favela pelo bairro da Gávea, na Zona Sul da cidade.

Na operação, as Forças de Segurança fazem uma varredura na região, no entorno da Rocinha. Os policiais e militares estão usando detectores de metais e de pólvora para encontrar armamento escondido, munições, explosivos. É uma ação de pente fino em busca de esconderijos e de criminosos da quadrilha, que controla o crime na favela.

Assim que a operação começou, moradores ouviram tiros. Do outro lado da Rocinha, o repórter Pedro Figueiredo estava gravando uma entrevista com o porta-voz da Polícia Militar quando a conversa foi interrompida pelo barulho de tiros. Eles se abrigaram na delegacia.

“Há a desconfiança de que talvez eles estejam na área de mata, então para poder garantir a segurança dos moradores que estão na região, há essa atuação da Polícia Militar”, explica o porta-voz da PM, Maicon Pereira.

Por causa do risco de confrontos, cinco escolas públicas e três creches não funcionaram. Mais de 2,4 mil alunos estão sem aulas.

Desde que as Forças Armadas deixaram a Rocinha, em 29 de setembro, os moradores continuam vivendo uma rotina de medo. Os tiroteios voltaram a acontecer nos últimos dias. Três pessoas foram vítimas de bala perdida na comunidade e passam bem.

Os confrontos na Rocinha começaram há quase um mês depois que traficantes do grupo de Antônio Bomfim Lopes, o Nem, que está preso na penitenciária de segurança máxima de Porto Velho, em Rondônia, invadiram a favela para tomar o controle de venda de drogas do grupo de Rogério Avelino, o Rogério 157, que está sendo procurado.

Na tarde desta segunda-feira (9), policiais prenderam Adailton da Conceição Soares. Segundo a PM, ele era um dos seguranças de Rogério 157. A ação de hoje é pontual. Quando terminar, as tropas das Forças Armadas se retiram.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo