? ºC Tangará da Serra - MT

Polícia

10/11/2017 17:19 Diário Da Serra

Mato Grosso é pioneiro em faculdade para presos

Um projeto de ressocialização, pioneiro no País, começará no próximo mês na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, a maior unidade do Sistema Penitenciário mato-grossense. É o “Liberdade de Direito e de Fato”, iniciativa educacional piloto que ofertará o curso de bacharelado em Administração Pública, na modalidade a distância, pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e será desenvolvida totalmente dentro da unidade prisional. Serão selecionados 18 reeducandos da penitenciária por meio de um vestibular especial a ser aplicado pela UFMT.


O projeto tem o apoio de várias instituições junto com Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), órgão gestor do Sistema Penitenciário estadual. A Sejudh ficou responsável pelo mobiliário da sala de aula na penitenciária, execução do projeto no local, com pedagogas para acompanhamento e seleção dos reeducandos. A Associação dos Servidores da PCE custeou os aparelhos de ar condicionado, impressora e os monitores do projeto. A Fundação Nova Chance ficará responsável pelo pagamento dos professores e a UFMT e Fundação Uniselva pelo material didático virtual e professores. O Conselho de Execução Penal e Poder Judiciário forneceu os livros didáticos e computadores.


A reitora da UFMT, professora Myriam Serra, destacou o empenho da equipe técnica da universidade para levar adiante o projeto, que tem apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação.


O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Mauro Curvo reiterou o ineditismo do projeto, que trabalhará a ressocialização por meio da educação. “É um modelo de projeto para outras unidades prisionais do país, que mostra que a educação é a saída”.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo