? ºC Tangará da Serra - MT

Polícia

09/04/2018 14:59 Gazeta Digital

Esposa de empresário insinua que marido foi morto por policial

A esposa do empresário Rafael Henrique Santi, 31, que foi assassinado a tiros por um suspeito ainda não identificado na noite de domingo (8), em um baile funk numa chácara no bairro Engordador, em Várzea Grande, desabafou nas redes sociais e disse que "pediu tanto para ele não retornar" ao local.

Em uma das postagens lamentando sobre o crime, a mulher insinua que o homicídio foi cometido por um policial.

"Policial com o que você destruiu. Ele era trabalhador e pai de família. Tinha filhos pequenos que dependia dele pra tudo e o senhor deve estar em casa tranquilo achando tudo normal", desabafou.

Em outras postagens, ela destacou que Rafael tinha família, filhos e que agora ficaram desamparados. Também publicou fotos dos filhos ao lado do pai. 

De acordo com informações da Polícia Militar, o caso foi registrado por volta das 20h, na chácara das Poderosas. Testemunhas contaram que Rafael trabalhava com as instalações do som no local quando em determinado momento se desentendeu com uma pessoa.

Após a discussão, ele foi até a casa dele, logo em seguida, retornou com uma arma e começou atirar no local.

Reprodução/Facebook

No mesmo instante, ele foi baleado com 2 tiros por uma terceira pessoa, que ainda não foi identificada. Rafael foi socorrido por um amigo e levado até o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). Mas, ele não resistiu aos ferimentos e morreu depois de dar entrada na unidade médica.

"Porque você foi ? Como vai ser minha vida sem você meu amor. Pedi tanto para você não ir. Meu, dói", diz outro trecho da publicação.

A Polícia Civil informou que encontrou munições de calibre 38 na meia da vítima e já realiza diligências para apurar a autoria do crime. 

Reprodução/Facebook

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo