? ºC Tangará da Serra - MT

Polícia

07/06/2018 13:17 OLHAR DIRETO

Vídeo registra momento em que vigilante é assassinado com 12 tiros pelas costas

Um vídeo das câmeras de segurança de um posto de gasolina na Avenida João Gomes Sobrinho, em Cuiabá, registrou o momento em que o vigilante identificado como Renilson Ribeiro Pedro, de 31 anos, foi assassinado com cerca de 12 disparos. Um suspeito em uma Biz preta foi o autor do crime. O delegado Marcelo Jardim, da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) ainda apura as motivações, mas dentre as hipóteses consideradas, está crime passional.


 No vídeo é possível ver o momento em que a vítima para quando o semáforo fecha e o suspeito vem logo atrás dele. O homem então saca sua arma, um revólver calibre .40, e dispara nas costas de Renilson, que cai ao chão. O assassino ainda efetua mais alguns disparos antes de sair.

No vídeo é possível ver o momento em que a vítima para quando o semáforo fecha e o suspeito vem logo atrás dele. O homem então saca sua arma, um revólver calibre .40, e dispara nas costas de Renilson, que cai ao chão. O assassino ainda efetua mais alguns disparos antes de sair.

O caso é investigado pelo delegado Marcelo Jardim, da DHPP. O delegado ainda não conseguiu identificar o suspeito, nem sua motivação, mas já segue pistas que podem auxiliar nos trabalhos e já obteve o celular da vítima.


“Temos apenas informações preliminares, o suspeito estava em uma Biz preta e parte da placa teria sido anotada por uma testemunha. Mas estamos fazendo a pesquisa para tentar identificar qual seria o veículo. Vamos trabalhar também em cima do celular da vítima para ver se tinha alguma informação que possa auxiliar no esclarecimento dos fatos, mas por enquanto é tudo ainda muito prematuro, estamos sem uma linha robusta do que aconteceu, de qual seria a motivação do suspeito”.


Renilson morava há pouco tempo em Cuiabá. Ele era casado e sua esposa estava grávida. O vigilante trabalhava em um condomínio na região do Jardim Imperial. A mulher foi deixada no Pronto Socorro momentos antes do marido ser assassinado e ainda não foi ouvida.


“A gente conversou com o patrão dele, com as pessoas do trabalho, mas não conseguimos nenhuma informação para nos dar um norte de qual poderia ser o motivo, disseram que ele era um funcionário exemplar, estava há um ano e meio em Cuiabá, não tinha problemas, então estamos tentando filtrar para chegar ao esclarecimento”.


Redes Sociais

Titulo fixo

Jornal Tangará Online

Avenida Historiador RUBENS DE MENDONÇA EDF - OFFICE TOWER -SALAS 1001 E 1002 Cuiabá MT
Fone (65) 3052-6030
E-mail: redacao@tangaraonline.com.br

EMC-Empresa Milas de Comunicação 
CNPJ 10.935.231/0001-40
e-mail :maykommilas@gmail.com

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo