? ºC Tangará da Serra - MT

Política

Decepção 07/12/2017 09:06 Da Redação

Suplente assume vaga na Câmara Federal e já começa fazendo lobby

O suplente de deputado federal, Ederson Dal Molin (PSC), mais conhecido como Xuxu Dal Molin, assumiu uma cadeira na Câmara na vaga do deputado Adilton Sachetti (PSB) que pediu licença por 120 dias. Esta é a segunda vez que Xuxu assume uma cadeira na Câmara Federal. Na primeira vez ele substituiu o deputado Victório Galli (PSC).

Sendo a segunda vez que assume o cargo, já deveria demonstrar certa experiência no Parlamento, na busca de melhorias para a população mato-grossense, mas o que se nota é que o nobre parlamentar está mais preocupado em fazer lobby, enquanto o Estado passa por uma das mais graves crises financeiras, que vem afetando diretamente o setor de saúde pública.

A nota exposta na coluna Radar, do site da revista Veja, é um exemplo do trabalho que vem fazendo com que os políticos brasileiros não tenham mais credibilidade perante a população.

Na Veja, o deputado é ironizado por um erro de português: Dizem que o sujeito que tem um ‘pobrema’, na verdade, tem dois. A lógica se aplica ao deputado Xuxu Dal Molin (PSC-MT) – isso mesmo, Xuxu Dal Molin.

Preocupado com a interrupção do repasse de verbas a uma concessionária, ele resolveu agir. Apresentou um requerimento endereçado ao Ministério da Fazenda para cobrar explicações.

O segundo problema surgiu no texto. O documento assinado pela excelência e reproduzido abaixo traz um doído “paralização”. “Solicita informações ao Ministro de Estado da Fazenda, sobre as razões da paralização (sic) dos desembolsos do financiamento concedido pelo BNDES à empresa Concessionária Rota do Oeste. Feio pra xuxu”, finaliza a nota da Veja.

O jornal Centro-Oeste Popular entende que nos dias de hoje, com as redes sociais, o erro ganharia destaque, principalmente sendo reproduzido pela Veja. Porém, o que chama a atenção é o lobby feito pelo nobre deputado em favor de uma concessionária, ou seja, a Rota do Oeste, cobrando diretamente o Ministério da Fazenda o repasse a uma empresa particular.

Um político que se sujeita a esse tipo de atitude, principalmente estando há menos de um mês no mandato, demonstra falta de comprometimento com o seu eleitorado, e porque não dizer com toda população mato-grossense.

Xuxu Dal Molin perde a oportunidade de se tornar um diferencial na Câmara Federal, que vem sendo alvo de diversas denúncias, com os políticos que ali estão, em sua grande maioria, decepcionando o brasileiro. Ao invés de se preocupar com a população mais carente, buscando recursos para a saúde, infraestrutura, educação, que carecem de investimentos, está preocupado porque suspenderam o repasse de uma concessionária que cuida da BR-163.

O discurso de protesto contra o decreto assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro em relação a uma "triagem" dos pacientes do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), se mostra apenas demagógico. Ao saber da medida adotada pelo prefeito, correu a divulgar uma nota à imprensa, onde colocou que não se pode "transformar a capital em uma ilha, enquanto o interior agoniza!" E disse ainda: "Sou a favor do novo Pronto Socorro, porém se a saúde do interior não funcionar, tudo vai desabar em Cuiabá, agravando ainda mais essa situação".

Porém, em nada contribui para melhoria do setor na Câmara Federal, onde estará por apenas 120 dias, está certo, mas onde poderia fazer diferença, com um trabalho sério para viabilizar melhorias junto aos Ministérios.

Pertencente ao Partido Social Cristão, do deputado federal Victório Galli, que se apresenta como defensor da honra e dos bons costumes, Xuxu Dal Molin apresenta também uma faceta de falso moralista. Fontes fidedignas ouvidas pelo CO Popular garantem que já presenciaram o nobre parlamentar frequentando bares noturnos na Capital, mais precisamente na região do bairro Bosque da Saúde.

Para quem diz ser apoiador do presidenciável Jair Bolsonaro e companheiro partidário de Victório Galli, o futuro político de Dal Molin promete ser bastante curto. Como finalizou a nota da Veja: “Feio pra xuxu”...


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo