? ºC Tangará da Serra - MT

Última Hora

10/10/2017 10:05 OLHAR DIRETO

Trechos de rodovias em Mato Grosso são classificados como péssimos pelo Dnit

Alguns trechos de estradas em Mato Grosso foram classificados como péssimos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Uma das estradas que apresentou problemas foi a BR-364, no trecho próximo a Cuiabá. Os dados foram publicados pelo Dnit no início do mês. 

Além desta rodovia, alguns quilômetros da BR-070, entre Campo Verde e General Carneiro foram classificados como ruim e péssimo. No trecho da BR-364 entre Rondonópolis e Alto Araguaia as classificações também foram negativas.

Em Mato Grosso, 3% das estradas está em condições péssimas e 4% em condições ruins. Os trechos considerados bons equivalem a 72% da quilometragem analisada e outros 21% está em situação regular. Ao todo, foram analisados mais de 50 mil quilômetros de rodovias federais em todo país. 

Metodologia
O levantamento feito pelo Dnit utiliza o Índice de Condição de Manutenção (ICM). Os engenheiros do órgão percorrem cada quilêmetro da rodovia a 60 Km/h e analisam frequência de defeitos no pavimento, a situação da roçada (vegetação próxima), drenagem (dispositivos superficiais) e da sinalização.

O ICM é obtido a partir da soma do índice do pavimento, que tem maior peso (70%), com o índice da conservação. Se o ICM é menor do que 30, a rodovia apresenta Bom estado de manutenção e requer apenas serviços de conserva rotineira.

Se o valor do ICM  estiver entre 30 e 50, a rodovia apresenta situação Regular e requer serviços de conserva leve. Se o ICM estiver entre 50 e 70, a rodovia está em estado Ruim de manutenção e requer serviços de conserva pesada – nível 1. Se o ICM for maior que 70, a rodovia é considerada em estado Péssimo, o que requer serviços de conserva pesada nível 2 (mais profunda).

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo